Menu

"Logo a fé vem pelo ouvir, e o 
ouvir vem pela palavra de Cristo"
Romanos 10:17


Em entrevista a Danilo Gentili, no Agora é Tarde, pastor Claudio Duarte diz: “Falo como palhaço, sem desacreditar da seriedade de quem me ouve”

14 AGO 2013
14 de Agosto de 2013

O pastor e escritor Claudio Duarte, da Igreja Batista Monte Horebe, em Campo Grande no Rio de Janeiro, vem ficando conhecido por seus sermões e palestras bem humoradas. Recentemente, esteve no Programa do Ratinho, no SBT, falando sobre sexualidade.

Nesta terça-feira, 13 de agosto, o pastor concedeu entrevista ao apresentador Danilo Gentili, no programa Agora é Tarde, da Band. Duarte explicou que o motivo de usar humor em suas pregações é a admiração que nutre pela arte e a necessidade de fazer as pessoas prestarem atenção no que está sendo dito.

“Acabei ficando conhecido como pastor do stand-up. Eu sou uma pessoa bem humorada e sempre admirei os humoristas. Passar a mensagem dessa forma atrai mais a atenção dos fiéis”, afirmou.

Duarte disse ainda que sua opção por levar a mensagem bíblica e os aconselhamentos com humor ainda é mal vista por algumas pessoas: “Por ser algo mais ou menos novo, é comum que eu receba várias críticas. As pessoas tem a ideia de que Deus é um velhinho mal humorado e que quer brigar com a humanidade. Eu vejo Deus como um cara bem humorado”, diz o pastor, que complementa: “As pessoas tem uma ideia de que se você for bem humorado, você não é sério. E na realidade, uma coisa não tem nada a ver com a outra”.

Como forma de embasar seu argumento, Claudio Duarte frisa que busca sempre manter fidelidade à Bíblia em seus discursos: “O fundamento das minhas mensagens sempre vem da Bíblia, o princípio é bíblico. Às vezes o humor só vem pra agregar algum valor, pra atrair um pouco mais a atenção. Mas se você olhar pro Jardim do Éden, e observar no início, Deus oniciente, onipotente, onipresente chega no Adão e diz: ‘Onde você está’. Ele só pode estar brincando”, ilustrou.

“Muitas vezes eu falo como palhaço, mas nunca desacreditei da seriedade das pessoas que me ouvem”, diz, parafraseando o comediante Charlie Chaplin. “Comecei a trabalhar com jovens e uma maneira de atrair a atenção da juventude foi colocar humor. Eu achei que humor era um grande atrativo, e as coisas foram dando certo”, relatou.

Danilo Gentili questionou o motivo de a maioria dos vídeos do pastor serem sobre a vida conjugal e relações sexuais. Duarte explicou que foi ao acaso: “Aconteceu de eu precisar ministrar uma palestra num evento para casais, e não tinha ninguém e me colocaram. Aí, a palestra ficou atraente, porque eu comecei a trabalhar com humor, e busquei voltar pro relacionamento conjugal. As pessoas me chamam de pastor de família, mas na verdade eu gosto desse relacionamento conjugal, essa dinâmica de viver a dois, cabeça de homem, cabeça de mulher, como funciona… Eu sou extremamente contra divórcio… Meu pai casou diversas vezes”.

Sobre sexo antes do casamento, Claudio Duarte frisa que a prática é pecado, mas abrange sua análise lembrando que os jovens tendem a buscar compatibilidades, e por isso, acabam transando antes da hora.

“Hoje, as pessoas observam mais o prazer pessoal, do que a Palavra de Deus, as coisas ficaram meio misturadas. Daqui uns dias, vamos ver o poste fazendo xixi no cachorro e todo mundo achando perfeitamente natural, porque os valores se inverteram, e o errado virou certo. O que eu falo sempre pra juventude é o seguinte: você precisa definir se você é o ambiente, ou o camaleão. A vida é assim: o ambiente faz você, ou você faz o ambiente. Hoje o ambiente tem feito a juventude. ‘As pessoas acham normal, está todo mundo fazendo, eu vou fazer também’. Até porque os jovens gostam muito de aceitação. Mas a Bíblia diz que sexo é depois do casamento, não dá pra negociar isso”, diz o pastor.

Assista a íntegra da entrevista do pastor Claudio Duarte ao programa Agora é Tarde:

Voltar


Tenha você também a sua rádio